03/06/16 por Christh Teixeira

Para ter um desempenho além do esperado, as empresas melhoram os produtos e serviços que oferecem, analisam cenários e realizam projeções de negócio. Tudo para ser mais competitivo, e ter um diferencial ao consumidor.

Um deles tem sido a forma com a qual os funcionários são tratados dentro do ambiente de trabalho. Além de ser um posicionamento positivo no mercado, é uma maneira mais sustentável de alcançar a produtividade e o engajamento.

Não há uma fórmula de sucesso, nem uma receita padrão. O que há é uma certeza: que, quanto mais o funcionário estiver envolvido nos objetivos da empresa, melhor vai ser o desempenho dele, e por consequência, da equipe.

Mas o que faz um colaborador sentir que está no mesmo barco da companhia? Essa é uma pergunta a ser respondida, principalmente, pelo departamento de RH. Seja por meio de uma pesquisa de clima ou pela gestão de competências.

Sejamos diretos: o engajamento de um funcionário está relacionado intrinsecamente com a motivação que ele tem no ambiente de trabalho. A motivação é um impulso que as pessoas sentem para fazer alguma coisa.

Segundo Verônica Klava, é um motivo para agir com algum propósito ou razão.

Diz ela: “é ser feliz ou estar feliz no período de execução da tarefa, auxiliado por fatores externos, mas principalmente pelos internos”. As pessoas trabalham, na sua empresa, por algum significado? Por algum sentido?

Alguma coisa faz uma pessoa deixar a sua casa, para ficar em um local de trabalho por mais de oito horas por dia. Muitos ligam a salário e benefícios. Ora, se fosse rico, ficaria em casa. Só que isso não passa de senso comum.

A nova edição do panorama das Melhores Empresas Para Trabalhar revela que, para 44% dos funcionários ouvidos, a oportunidade de crescimento é a principal motivação para seguir prestando serviço a uma organização.

Ou seja, é uma disposição despertada pelo interesse, interno, de alcançar um objetivo, que, externo, vai proporcionar um ambiente mais produtivo. É visto, portanto, que há uma justificativa que faz um colaborador sair para trabalhar.

Mas o que faz ele se dedicar no trabalho? É sobre dedicação que o mundo da administração fala quando se refere a engajamento. Isso porque é um termo que se originou do francês engager, que significa colocar empenho em algo.

Entrelinhas, é a vontade de fazer. Seja por paixão, por instinto, ou por simples interesse em ver o que acontece. Há um desejo de estar fazendo o que se deve fazer, com afinco! É preciso gerar essa vontade, motivada pelo trabalho!

É preciso, portanto, entender como gerar esse impulso dentro de um líder, de uma equipe e de um funcionário. Em todos. O Great Place To Work® oferece uma lista de recomendações a serem adotadas para motivar uma equipe:

  1. Transparência: no sentido de que, de preferências, todas as informações que envolvem a empresa sejam compartilhadas com os funcionários. Assim, eles vão se sentir parte de um todo. Se o líder mostra o resultado, é porque ele sabe que de alguma forma posso ajudar.
  2. Participação: aproveite o ensejo para ouvir mais e falar menos. Coloque mais cabeças pensantes sobre um mesmo problema. A solução pode vir de onde menos imagina. Estimule a participação!
  3. Feedback: apresente, sempre que possível, uma análise sobre o trabalho do colaborador. Um feedback, que compreenda não só pontos positivos, ele precisa ser transparente também.  Mas, ao apontar pontos negativos, aponte também possíveis soluções ou se ofereça para ajudar o colaborador a se desenvolver naquele ponto. Vale lembrar que feedbacks não são apenas formais (podem ser dados a qualquer momento, em qualquer situação), e que eles não deveriam vir apenas de cima pra baixo. Isso vai proporcionar uma sensação de que o trabalho feito por ele é importante à empresa.
  4. Relação de confiança: estimule a criação de vínculos entre a marca e o funcionário. Isso pode ser feito de diversas maneiras. É uma prática que o GPTW chama de Giftwork®. Pode acontecer, por exemplo, num reconhecimento de um trabalho ou na celebração de uma meta.

São posicionamentos que estimulam maior proximidade com os colaboradores. Os colaboradores, por sua vez, sentem que são o foco e vão devolver o esforço depositado. Cria-se, aqui, uma relação de confiança no ambiente de trabalho, que fomenta a motivação e resulta em um desenvolvimento sustentável.

Aproveite!

Conteúdos relacionados

> Retenção de talentos: O que faz as pessoas ficarem?

> Caminhos para encontrar significado no trabalho

> Saiba o que acontece no ambiente interno da empresa

> Confiança e Comunicação: Um círculo virtuoso